Posts Tagged 'inspiração'

Fofolete

Uma homenagem à mestra, filha, irmã, mãe, avó, bisavó, babá, cozinheira, lavadeira, esposa, rainha, mulher da família, ponto de encontro, serena, tranqüila, cúmplice, tecladista e à pessoa mais forte e bondosa que já conheci!

Vai em paz, vózinha linda! Minha fofolete…

Anúncios

Let there be love.

Gosto do teu cheiro pós-banho e do cheiro pós-amor.
Gosto da tua carinha me pedindo alguma coisa e da alegria que você faz algo por mim.
Gosto dos teus olhos claros no sol e deles fechados durante o sono.
Gosto de dormir a tarde inteira e passar a noite acordados dando mil voltas por aí.
Gosto de falar de geopolítica e de ficar só deitados de frente pro outro, conversando com o olhar.
Gosto da tua mão molhada, de diversas formas.
Gosto da tua risada, do teu choro e da tua voz no telefone.
Gosto quando você sabe exatamente o que eu quero, mesmo que eu não diga.
Gosto quando você não mede esforços por nós e quando você mede cada centavo pra ser a figura responsável do relacionamento.
Gosto da sua responsabilidade e de como eu quebrei um pouco disso.
Gosto de você ter me ensinado sobre responsabilidade e como eu não deixei de ser um pouco indisciplinada.
Gosto dos nossos planos pro futuro e de não sabermos o que vamos fazer amanhã.
Gosto de cozinhar macarrão no almoço e comer fora no jantar.
Gosto da tua compreensão, do teu carinho, das tuas piadas sem graça.
Gosto do abraço, da companhia, da sinceridade.
Gosto das nossas promessas e mais ainda de cumprí-las.
Gosto da preocupação, das massagens e das diversas formas de quebrar o gelo.
Gosto de saber que o seu colo está aqui, sempre que eu precisar.
Gosto das nossas experiências e de tudo o que eu tenho aprendido.
Gosto, mais do que tudo, do que ainda temos para descobrir um com o outro.

Coisas que aprendi na entrevista de emprego

Você não pode se atrasar, nunca, mas o chefe pode.
Você nunca vai dizer os seus defeitos realmente. Só vai eufemizá-los. E os seus chefes sabem o verdadeiro significado.
Você vai com a sua melhor roupa, a única. E se é contratado, volta a usar as roupas velhas.
Sempre tem um candidato falador e um tímido. Na sala de espera, o falador se acha melhor que todo mundo, tenta impressionar com a fala. O tímido acha que tá todo mundo olhando pra ele, por isso nem fala.
Você sempre acha que tem alguém melhor do que você. E esse alguém é o candidato falador.
E o falador pode ser você e todos os outros são tímidos.
Sempre vão te deixar esperando. De dois minutos a duas horas.
Se dizem que vão ligar até X horas, ou não ligam ou ligam às X-1 minuto.
E sempre, sempre, você vai achar que pode ter respondido melhor a todas as perguntas. Sempre.

Não use perfume, mas tome banho
Acessórios: de pequenos a nenhum
Nada de roupas muito extravagantes
Diga a verdade, sem dizer toda a verdade
Escove os dentes
Desligue o celular
Respire fundo
Dê o seu melhor

Inspiração

Eu adoro Tom Jobim, sério. Fui criada ouvindo Raul Seixas, com aquelas fitas K7, rodando tampas de panela no chão, enquanto minha mãe cozinhava o almoço ao som de “Maluco Beleza”. Eu adorava. Éramos somente eu e ela, meu pai viajava, ficava o tempo todo fora. Isso demonstra o carinho que tenho pela MPB, Bossa Nova, Jovem Guarda, etc. Num belo dia, lá pelos meus 13 anos, eu ouvi “Águas de Março”. Foi amor à primeira ouvida. Eu não sei a letra, nem cantá-la, só que ela me dá uma sensação muito boa. E decidi procurar mais músicas do Tom Jobim, aos 14 anos. Na era da internet, é tão mais simples. Baixei todo conteúdo que via pela frente. Aos 16, ano do vestibular, eu estudava matemática e química ao som de “Samba de uma Nota Só” e “Eu Sei que Vou te Amar”. Até que esbarrei nessa. Luiza. E me apaixonei…

Rua,
Espada nua
Boia no céu imensa e amarela
Tão redonda a lua
Como flutua
Vem navegando o azul do firmamento
E no silêncio lento
Um trovador, cheio de estrelas
Escuta agora a canção que eu fiz
Pra te esquecer Luiza
Eu sou apenas um pobre amador
Apaixonado
Um aprendiz do teu amor
Acorda amor
Que eu sei que embaixo desta neve mora um coração

Vem cá, Luiza
Me dá tua mão
O teu desejo é sempre o meu desejo
Vem, me exorciza
Dá-me tua boca
E a rosa louca
Vem me dar um beijo
E um raio de sol
Nos teus cabelos
Como um brilhante que partindo a luz
Explode em sete cores
Revelando então os sete mil amores
Que eu guardei somente pra te dar Luiza
Luiza
Luiza

Tom Jobim – Luiza